Brasil é mais propenso a pagar por conteúdo online que países do G7

A grande discussão dos dias de hoje na Internet gira em torno do pagamento pelo conteúdo acessado. Alguns dizem que o conteúdo deve ser pago, enquanto outros defendem que o conteúdo da web deve ser todo livre. Rupert Murdoch, dono da rede Fox, é um dos que defendem o conteúdo pago, por exemplo.

Um dado interessante, é que os países do chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) têm mais propensão a pagar pelo conteúdo online que os do G7, grupo dos países mais ricos do mundo. O dado é de uma pesquisa global realizada pela empresa de consultoria e auditoria KPMG.

De acordo com o relatório, 43% dos entrevistados nos países do Bric disseram que não pagariam por acesso ao conteúdo de sites; entre os países do G7, esse porcentual foi de 78%. Os dispostos a pagar pelo conteúdo foram 22% dos entrevistados do Bric, uma aceitação muito maior que os 8% do G7.

Os consumidores do Bric também demonstraram estar mais abertos à recepção de publicidade em troca de conteúdo gratuito ou mais barato, tanto online (61%, ante 49% do G7) como em dispositivos móveis (50%, ante 30% do G7).

A pesquisa também buscou identificar os “compartilhadores de informação” – pessoas que aceitam negociar suas informações pessoais em troca de benefícios, como o acesso gratuito a conteúdo. Os “compartilhadores de informação” não se importam em ver anúncios no celular, nem no PC, e aceitariam receber anúncios em troca de serviços ou conteúdo gratuito (82% deles, em comparação com 56% da amostra global).

A pesquisa da KPMG ouviu 5.627 pessoas em 22 países – da América Latina, apenas o Brasil foi incluído. Os dados foram ponderados com base em estimativas da base de assinantes de celular de cada país pesquisado, informa a empresa. A pesquisa é importante para ver e analisar o futuro da Internet, e também o comportamento do usuário perante essa perspectiva de mudança.

This entry was posted in Perfil dos consumidores and tagged , , , , by mediafactorydigital. Bookmark the permalink.

About mediafactorydigital

Sobre a Media Factory Com apenas três anos de atuação do mercado, a Media Factory, uma das pioneiras no conceito de marketing de performance, amplia sua operação e prevê crescimento recorde de 200% para 2011. Em 2010, a Media Factory uniu suas operações com o grupo europeu de marketing de performance Lead Media para intercâmbio global de conhecimento na área de marketing digital. A expectativa da empresa é atingir um faturamento de mais de US$25 milhões em 2011, com um time global de mais de 100 especialistas situados em Paris, São Paulo e Los Angeles. Atualmente, a empresa possui unidades operacionais rentáveis na Argentina, Espanha e México. A empresa, que é uma das pioneiras no conceito one stop shop, tem como clientes a rede de supermercados Wal Mart, Compra Fácil, Onodera, Digitalks, MoIP Pagamentos, GE Money e Vivo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s