Os gigantes da web frente a frente

Esse infográfico incrível compara os números dos maiores sites do mundo – Wikipedia, Amazon.com, Youtube, Twitter, Facebook e eBay.

Vale a pena conferir os dados dos sites que mais geram tráfego na web!

Fonte: Tweets Marter

Anúncios

Um mapa-mundi com as redes sociais no mundo

As redes sociais crescem a cada minuto. Facebook, Twitter, Google+ e LinkedIn, por exemplo, ganham diariamente centenas, milhares de usuários. Mas como cada país ou região tem uma cultura diferente, as redes sociais podem ser mais ou menos populares.

É o que mostra a nova edição do World Map of Social Networks, publicado no Vincos Blog. Cada país tem a rede social mais popular, de acordo com os dados da Alexa e o Google Trens for Websites de Junho deste ano. O gráfico animado mostra a popularidade das redes socias em cada país no último ano, num espaço de tempo de seis em seis meses.

Vale a pena conferir.

Fonte: Vincos

Mulheres são minoria no mercado brasileiro de tecnologia

Uma pesquisa realizada pela empresa de recrutamento Catho Online revelou que as mulheres brasileiras, hoje, representam apenas 12,5% do total de pessoas que trabalham no mercado tecnológico.

O levantamento foi feito de acordo com uma pesquisa realizada entre 480 mil profissionais e 200 mil empresas (nacionais e internacionais) e computou os seguintes resultados, válidos também para outros setores:

– As mulheres representam 12,56% da força de trabalho no setor de tecnologia brasileiro;

– As mulheres ocupam 58,63% dos cargos de coordenação no mercado de trabalho em geral.

– 22,91% das mulheres estão no principal cargo das organizações – como CEO, presidente ou equivalente;

– Am todas as funções houve um aumento de representantes do sexo feminino nos últimos 10 anos;

– 22,77% das empresas nas quais as mulheres ocupam cargos altos, como a presidência, são pequenas organizações;

– Nas empresas com número de funcionários superior a 1,5 mil, o percentual de mulheres em cargos altos cai para 5,98%.

Também foi divulgada pela Catho Online uma tabela mapeando o percentual das mulheres em cada área do mercado de trabalho. Confira:

O que você acha desse percentual? Conhece mulheres que trabalham com TI? Conte para a gente!

A evolução do E-commerce em 2010 (IAB)

Uma pesquisa realizada pelo IAB Brasil mostrou resultados positivos em relação a frequência da utilização do e-commerce pelos brasileiros.

O estudo revelou que existem hoje 20 milhões de e-consumidores ativos, uma margem superior a 40% em relação a 2009.

O segmento do e-commerce teve faturamento de R$6,7 bilhões no 1º semestre de 2010, fator que indica a mudança de costume da população brasileira e maior aderência ao consumo on-line.

O gráfico abaixo mostra a evolução do comércio digital no país nos últimos anos.

Para mais informações sobre e-commerce, acompanhe o Tudo Sobre Marketing Digital no Facebook e Twitter.

Facebook e Linked In mostram crescimento na Web

O Facebook pode ser considerado a rede social de maior sucesso já criada. O número de usuários gira em torno dos 500 milhões, e o grupo pretende duplicar esse número, alcançando 1 bilhão de pessoas registradas. Pelo menos é o que revela Mark Zuckerberg, o fundador da rede social, durante o festival de Cannes.

Zuckerberg disse inicialmente que não acreditava que a rede chegaria a esse patamar, no entanto disse que “isso está próximo de acontecer”. “É um processo que leva tempo. Provavelmente, não vamos conseguir isso em seis meses ou em um ano, mas de três a cinco anos”.

Para ele, o domínio do Facebook está quase completo, basta aumentar a sua presença nos países orientais. “Nós só estamos mal em quatro países, onde nós não lideramos”, disse ele se referindo à Coréia do Sul, China, Rússia e Japão. Em média, cada um desses países possui um milhão de usuários, muito baixo se compararmos com o número de habitantes e acessos a internet.

No que diz respeito ao processo de crescimento da rede, Zuckerberg revelou que, em média, o número de pessoas que aderem ao Facebook dobra a cada seis meses. E que o número de usuários, nesses países onde a rede não é muito conhecida, cresce à medida que crescem as sugestões de amigos que vivem no mesmo país. “Nós sabemos que os usuários de rede social só entram nela quando pessoas próximas aderem ao serviço”.

LinkedIn

Além do Facebook, outra rede que mostra a sua força de crescimento é o LinkedIn. Em apenas quatro meses a rede social conquistou mais de 10 milhões de usuários, chegando a marca de 70 milhões de perfis profissionais cadastrados no site.

Segundo o blog Geek, já foram cadastrados também mais de um milhão de perfis de empresas, utilizados para a construção de comunidades de funcionários e ex-funcionários, bem como para a divulgação de novas oportunidades de trabalho.

Pode-se atribuir grande parte desse crescimento ao interesse internacional, a maioria dos usuários da rede social já é exterior aos Estados Unidos, o que levou a empresa a abrir escritórios em diversos países onde têm sido constatado um grande crescimento, como na Holanda e na Índia.

Dado seu caráter profissional, o Linked In é bastante relutante na implementação de novas funcionalidades, mas nos últimos seis meses foram adicionados uma melhor integração com o Twitter, uma API aberta pra desenvolvedores, além de um plugin para o Microsoft Outlook. No entanto, ainda com as novas inserções, o conteúdo que circula na rede social ainda é o que lhe confere a sua grande valia.

Perfil do consumidor de alto poder aquisitivo na internet

O Ibope Mídia acabou de divulgar o estudo “The Elite Consumer”, sobre o perfil do consumidor de alto poder aquisitivo, com objetivo de desvendar os hábitos e comportamentos de consumo desse público.

A pesquisa é sobre o consumo de internet da elite da América Latina e foi realizada no Brasil, Argentina, Colômbia e México.

Esse estudo sobre os consumidores de alto padrão revelou que:

85% confiam na internet como fonte de informação;

–  91% da população  com alto poder aquisitivo busca informações na web antes de efetuar uma compra;

– 81% da população acredita que o vale a pena pagar mais caro por um produto de qualidade;

– 82% dos brasileiros acreditam que o consumo online é mais conveniente;

– 70% dos consumidores de alto padrão no Brasil, México e Argentina são leais a marca.

Quanto aos produtos o Smartphone aparece como objeto de desejo para 50% dos brasileiros, com intenção de compra para os próximos 12 meses.

Já as mulheres, 76% focam em produtos para cuidado da pele, 50% optam por um computador e 45% por roupas de grife. A média de gasto em cosméticos da alta classe feminina, nos últimos 12 meses, foi de R$ 733.

Quanto ao público masculino entrevistado, produtos como telefone celular aparecem com 57% da preferência; 54% optam por computadores; 49% preferem perfumes e 41% vão investir em roupas de grifes. Quanto a produtos de beleza 50% dos homens compram produtos para uso próprio e 35% para presentear alguém. O gasto médio anual de presentes do público masculino na categoria de beleza é de R$ 616, já o público masculino gasta em média R$ 300.

Quanto aos serviços bancários 63% dos entrevistados usam home banking e o acesso via internet pelo celular é de 6% para os homens e 4% para as mulheres.

Confira a pesquisa completa do Ibope Mídia.

Dados da internet no comScore Day

Dados sobre o mercado de internet foram divulgados ontem em São Paulo no comScore day. A comScore é líder mundial na medição do mundo digital e abriu escritório há pouco tempo em São Paulo para atender a américa latina. O comScore day serviu como um evento de lançamento da empresa no Brasil.

Apesar dos números serem divergentes do Ibope/NetRatings e este segundo ainda ser diferente do Datafolha, que também difere de outros institutos, parece que o mercado recebeu bem a comScore. Os comentários após o evento sugeriram que o mercado acabará se adaptando e entendendo as diferenças de metodologias.

O conceito de métricas da comScore é medir pessoas e não máquinas. Eles ainda não medem as pessoas que acessam via celular e nem de computadores públicos (em lan house ou universidade, por exemplo). Porém, fazem uma estimativa de que o universo total de internautas no Brasil é de 70 milhões.

Portanto, os números divulgados somam 31,9 milhões de pessoas com mais de 15 anos que acessam a internet de casa ou do trabalho.

Apesar de acharem absurdo um país com mais de 30% da população na internet conseguir apenas 4% da verba publicitária destinada ao meio digital, a comScore está disposta a balançar o mercado para fazer esse percentual crescer exponencialmente.

Além de dados, foram divulgadas informações sobre o crescimento de Social Media no Brasil. Cerca de 40% de todas as páginas vistas por brasileiros na internet são páginas de redes sociais.

Outro ponto que a comScore sempre enfatiza e não deixou de ser lembrado no comScore day é a questão da integração das mídias online para o melhor aproveitamento da verba. Estudos comprovam que quando a publicidade em banners está combinada com search, e vice-versa, o retorno do investimento (ROI) pode aumentar em cerca de 40%, dependo do caso.

É isso, fiquem com a frase muito bem reproduzida por Alex Banks no comScore day para resumir o estudo de resultados na integração das mídias digitais: DISPLAY (banners) gera SEARCH e SEARCH gera VENDA.

Flávio Horta – Gerente de Marketing da Media Factory