Aplicativo ajuda a encontrar Iphone, mesmo o aparelho estando sem bateria


Todo mundo já passou por aquele fatídico momento de perder ou esquecer onde colocou o celular. Na tentativa de ajudar os esquecidos de Iphones, foi disponibilizado no iTunes o aplicativo Las Alert Pro, que encontra o aparelho até mesmo sem bateria.

O aplicativo custa US$ 1,99 e tem três funções muito interessantes: a primeira é a de notificações por som. A segunda funcionalidade é um alerta por e-mail, que mostra, constantemente, as coordenadas do GPS do seu iPhone, revelando aonde o aparelho “foi visto” pela última vez. Para finalizar, há um rastreamento por bússula. Se você possui um iPad e “perdeu” o seu iPhone, é possível recuperar as informações de rastreamento e as coordenadas de GPS pelo iPad.

Para instalar o aplicativo, basta fazer o download pelo iTunes. O app não precisa funcionar manualmente, basta clicar no ícone Last Alert para o programa funcionar. Clique em “My Settings” para configurar o aplicativo. Mais abaixo, haverá o “Email GPS Location”. Esta função insere os endereços de e-mail para os quais você deseja que a localização de seu iPhone seja enviada quando a bateria estiver acabando. Não é necessário utilizar as três opções. Após isto, é só ir até “Track Device” e clicar em “Test Tracking” para fazer um teste. Então, aparecerá detalhes de longitude, latitude e altitude da localização de seu aparelho, data e hora em que ele foi visto pela última vez e o nível de bateria. Isto permitirá fazer um relatório de uso de seu iPhone.

Fonte

Anúncios

Você sabe como sincronizar o Instagram com o Google+?

Após a compra milionária do Instagram pelo Facebook, a rede social de compartilhamento de fotos caiu no gosto popular e passou a ser muito mais requisitada.

Já é possível utilizar o Instagram por meio de aplicativos para iPhones, Androids e até pelo Google+. Para sincronizá-lo à rede do Google, é necessário possuir o Dropbox e o Picasa, que estão disponíveis para Windows, Mac OS e Linux.

Para iniciar a sincronização das redes, comece instalando o Dropbox no seu computador. Ele é necessário, pois compartilha arquivos na nuvem. Caso você já o possua, use o mesmo login e senha. A continuidade se dá baixando o Picasa, que organiza as fotos. Caso você use o Linux, será preciso que instale também o Wine 1.3 ou superior e usar o winetools para instalar os bits do IE6 e obter o Oauth.

Após instalar os programas, é só acessar o Instadrop e configurar seu Instagram para sincronizar com o Dropbox. Para isso, basta seguir o passo a passo sugerido. A finalização do processo se dá com a configuração do Picasa. Adicione o aplicativo a seu Dropbox, localize o diretório de fotos Instagram (se ele não estiver aparecendo, basta enviar uma foto para o programa criar) e marque para “Verificar sempre”.

Para finalizar, no canto superior direito, haverá um local para entrar na sua conta Google. Faça o login e veja se a opção Sync para web na pasta de fotos do Instagram está marcada. Abra a página do Google+, verifique se o álbum Instagram está configurado para ser compartilhado e divirta-se!

Fonte

Fonte da imagem

Hackers faturam encontrando falhas em iPhone e outros serviços

Ao que tudo indica, apesar de ser cobiçado por muitos, o iPhone pode apresentar alguns problemas. O hacker denomidado como “Grugq” teria negociado com a Apple para mostrar e vender vulnerabilidades dos sistemas e aplicativos, ficando com 15% do valor da venda como comissão.

“Grugq” é também uma espécie de mediador entre outros hackers e agências e empresas que trabalham com o governo. As vulnerabilidades encontradas e comercializadas não são comunicadas às empresas que desenvolvem o software. Isso garante que a falha permaneça por mais tempo sem uma devida correção, o que viabiliza invasões em sistemas que utilizem os softwares.

As falhas encontradas em produtos da Apple e, principalmente, no iPhone são as mais caras do mercado. De acordo com um levantamento feito pela Forbes, problemas com o iPhone podem custar entre US$ 100 mil e US$ 250 mil, enquanto os do Adobe Reader, por exemplo, valem de US$ 5.000 a US$ 30.000.

Apesar de ser um serviço bastante requisitado, o comércio de vulnerabilidades do sistema é um tema polêmico entre os especialistas. O Google também é reconhecido por utilizar este tipo de recurso para encontrar falhas, enquanto a Microsoft se recusa.

Fonte

Fonte da imagem

Venda de computadores sofre queda em 2012

Com o crescimento constante das vendas de Androids, iPhones, iPads e smartphones, a venda de computadores pessoais começou abaixo do previsto em 2012. Segundo a consultoria Gartner, a expectativa para este ano é de um crescimento de 4,4%, mas, ainda assim, é menor que a prevista.

O principal motivo para isto acontecer é que o Windows 8 (novo sistema operacional da Microsoft) e os ultrabooks criarão uma oferta empolgante, que deixe os usuários com vontade de comprar.

Outro fator importante para esta mudança na economia é que, antigamente, e-mails, redes sociais e acesso à internet eram de domínio exclusivamente do computador, e agora estão sendo usados em tablets e smartphones.

Fonte

Facebook Messenger para Windows é oficialmente disponibilizado aos usuários

O Facebook tornou oficial, na última segunda-feira, o Facebook Messenger para Windows, aplicativo de mensagens instantâneas que apareceu na rede no final do ano passado e teve seu link para download retirado, sem nunca ter tido sua existência confirmada.

A utilização é bem simples. Basta fazer login para poder conversar com seus amigos no Facebook, estejam eles acessando o site pela web ou por algum outro meio. O Facebook Messenger para Windows também permite visualizar as últimas notificações no news ticker, e permite que pedidos de amizade sejam aceitos.

O aplicativo funciona apenas no Windows 7, não oferecendo suporte aos demais sistemas, por enquanto. Está sendo trabalhada, no entanto, uma versão dele para o Windows Vista.

Essa é a primeira vez que o Facebook libera um aplicativo de mensagens dedicado a uma plataforma desktop. O Android e o iPhone já contavam com programas similares há algum tempo.

E tem mais: a próxima plataforma vai ser o Facebook Messenger para Mac.

Fonte

Fonte da imagem

Facebook vai inserir anúncios em feed de notícias

Durante a realização do primeiro Facebook Marketing Conference (FMC), em Nova York, a rede social de Mark Zuckerberg anunciou que vai implantar anúncios Premium (ou histórias patrocinadas) no feed de notícias das versões mobile, web e logout.

O objetivo das histórias compartilhadas é fazer com que a propaganda seja algo mais natural aos olhares dos usuários do Facebook, ou seja, menos explícita. Para um anúncio aparecer em seu feed, um amigo ou você tem que curtir a página da empresa em questão.

Segundo o diretor de marketing do Facebook, Mike Hoefflinger, quando o usuário efetuar o logout, ele não terá nenhum outro conteúdo que o distraia e, assim, poderá visualizar os anúncios.

Inicialmente, a novidade será implantada nos Estados Unidos para iPhone, Android e sites móveis. Nos próximos meses, demais países devem receber a atualização.

Fonte

Fonta da Imagem

Adolescente desenvolve aplicativo que resume textos da web em pontos importantes

Nick D’Alonso é o adolescente britânico, de apenas 16 anos, que criou um aplicativo que resume textos da web em pontos importantes, aplicativo este chamado de Summly e disponível para Iphone. A ideia já atrai diversos investidores da área de tecnologia, incluindo um dos homens mais ricos do mundo Li Ka-Shing.

A Apple escolheu o programa como o aplicativo da semana, tendo sido baixado cerca de 115 mil vezes. O Summly não fez fama à toda: sua facilidade com buscas na rede e o resumo dos resultados encontrados em pontos de maior relevância, usando o histórico de pesquisa do usuário, chamaram atenção. E, acima de tudo, ele é gratuito.

Nick se reuniu com investidores do Vale do Silício, e já pensa em licenciar ou vender a tecnologia. “Ter o apoio da Apple tem sido incrível. Seis meses atrás, quando eu estava aprimorando a idéia, sabia que tinha potencial, mas a velocidade que as coisas têm tomado me surpreendeu”, comentou o estudante. Ele ainda conta que desenvolveu o programa com o apoio dos pais e a ajuda do irmão de 12 anos e que já pensa em abrir seu próprio escritório e contratar funcionários de várias partes do mundo. “Eu tenho várias outras ideias também, mas no momento eu só quero ver como o Summly pode crescer”, completou.

Fonte

Fonte da imagem: Foto – Reprodução Daily Mail