Aplicativo ajuda a encontrar Iphone, mesmo o aparelho estando sem bateria


Todo mundo já passou por aquele fatídico momento de perder ou esquecer onde colocou o celular. Na tentativa de ajudar os esquecidos de Iphones, foi disponibilizado no iTunes o aplicativo Las Alert Pro, que encontra o aparelho até mesmo sem bateria.

O aplicativo custa US$ 1,99 e tem três funções muito interessantes: a primeira é a de notificações por som. A segunda funcionalidade é um alerta por e-mail, que mostra, constantemente, as coordenadas do GPS do seu iPhone, revelando aonde o aparelho “foi visto” pela última vez. Para finalizar, há um rastreamento por bússula. Se você possui um iPad e “perdeu” o seu iPhone, é possível recuperar as informações de rastreamento e as coordenadas de GPS pelo iPad.

Para instalar o aplicativo, basta fazer o download pelo iTunes. O app não precisa funcionar manualmente, basta clicar no ícone Last Alert para o programa funcionar. Clique em “My Settings” para configurar o aplicativo. Mais abaixo, haverá o “Email GPS Location”. Esta função insere os endereços de e-mail para os quais você deseja que a localização de seu iPhone seja enviada quando a bateria estiver acabando. Não é necessário utilizar as três opções. Após isto, é só ir até “Track Device” e clicar em “Test Tracking” para fazer um teste. Então, aparecerá detalhes de longitude, latitude e altitude da localização de seu aparelho, data e hora em que ele foi visto pela última vez e o nível de bateria. Isto permitirá fazer um relatório de uso de seu iPhone.

Fonte

Anúncios

Acordo sobre privacidade é assinado por Apple, Google, Amazon e Microsoft

A secretária da Justiça da Califórnia, Kamala Harris, declarou que as maiores companhias de tecnologia firmaram acordo para disponibilizar informações em relação às suas normas de privacidade antes que seus usuários baixem aplicativos, com o intuito de proteger os dados pessoais de milhares de consumidores.

Agora, Amazon, Apple, Google, Microsoft, Research In Motion e Hewlett-Packard, além dos programadores que criam software usando suas plataformas, terão que revelar de que forma utilizam dados privados, antes que um aplicativo seja baixado.

Segundo Harris, atualmente, 22 dos 30 aplicativos mais baixados não oferecem informações quanto à privacidade. Alguns deles permitem acesso às agendas de contatos dos usuários. “A maioria dos aplicativos móveis não se esforça em explicar ao usuário de que forma suas informações são usadas. O consumidor precisa ser informado quanto ao que está cedendo”, ressaltou a secretária.

Fonte

Fonte da imagem

Pesquisa revela que redes sociais serão principal fonte de informação em 2012

Uma pesquisa realizada pela comScore apontou que as redes sociais poderão ser a maior fonte de informação em 2012. Segundo o estudo, cerca de 16% dos minutos gastos na internet, no ano de 2011, eram em sites de relacionamentos.

A amplitude é tão grande que a rede social de Mark Zuckerberg, o Facebook, recebeu, em média, a audiência de 423 minutos por usuários, apenas no mês de dezembro. O microblog Twitter, por sua vez, teve 37,5 milhões de visitas no mesmo período. O LinkedIn e o GooglePlus tiveram 33,5 e 20,7 milhões, respectivamente.

O Tumblr segue na média de 18,8 milhões, enquanto o Pinterest apresentou um forte crescimento.

Ainda de acordo com o estudo “2012 US Digital Future in Focus”, houve um aumento de 43% na audiência de vídeos online em relação ao ano passado.

Fonte

Fonte da imagem

Aplicativo lançado na Campus Party traz atualizações para mundo real

O Paprika é um aplicativo que promete trazer uma nova realidade entre a relação mundo real e virtual. Lançado durante a Campus Party 2012, o aplicativo foi planejado para trazer para o mundo real as atualizações e informações postadas nas redes sociais, de maneira que o usuário tenha a possibilidade de conferir posts e tweets que viu em determinados lugares.

O funcionamento da rede é bastante simples, pois, basta ligar o aplicativo que a câmera do smartphone capta automaticamente as postagens que foram feitas pela região. O sistema funciona a partir de um aparelho de geolocalização (GPS), que obtém as informações publicadas no Facebook, Foursquare e Twitter. Mas, apenas os perfis desbloqueados permitem visualização de suas atualizações.

O Paprika está disponibilizado apenas para Android, mas já se estudam possibilidades para versões IOS.

Fonte do texto e da imagem

Adolescente desenvolve aplicativo que resume textos da web em pontos importantes

Nick D’Alonso é o adolescente britânico, de apenas 16 anos, que criou um aplicativo que resume textos da web em pontos importantes, aplicativo este chamado de Summly e disponível para Iphone. A ideia já atrai diversos investidores da área de tecnologia, incluindo um dos homens mais ricos do mundo Li Ka-Shing.

A Apple escolheu o programa como o aplicativo da semana, tendo sido baixado cerca de 115 mil vezes. O Summly não fez fama à toda: sua facilidade com buscas na rede e o resumo dos resultados encontrados em pontos de maior relevância, usando o histórico de pesquisa do usuário, chamaram atenção. E, acima de tudo, ele é gratuito.

Nick se reuniu com investidores do Vale do Silício, e já pensa em licenciar ou vender a tecnologia. “Ter o apoio da Apple tem sido incrível. Seis meses atrás, quando eu estava aprimorando a idéia, sabia que tinha potencial, mas a velocidade que as coisas têm tomado me surpreendeu”, comentou o estudante. Ele ainda conta que desenvolveu o programa com o apoio dos pais e a ajuda do irmão de 12 anos e que já pensa em abrir seu próprio escritório e contratar funcionários de várias partes do mundo. “Eu tenho várias outras ideias também, mas no momento eu só quero ver como o Summly pode crescer”, completou.

Fonte

Fonte da imagem: Foto – Reprodução Daily Mail

Designer cria cama inspirada no Facebook

Hoje em dia, os limites entre estar online e off-line estão se estreitando. Aqueles que afirmam que só não estão conectados na hora de dormir podem agora diminuir ainda mais a janela de tempo em que ficam desplugados com a FBed, um conceito do designer Tomislav Zvonarić.

No formato da letra F, que também é o símbolo da rede social, a cama traz as cores características do Facebook e seus ícones nos lençóis. Além disso, para facilitar a vida dos viciados no site, o móvel conta também com um computador acoplado, de forma que o usuário possa se levantar e  checar as atualizações de seus contatos.

Quer conferir mais imagens? Clique aqui e veja.

Fonte: Tecmundo

Computador de $25 está chegando ao mercado

O modelo de computador da Raspberry Pi Foundation, que custará apenas US$ 25, ou seja, aproximadamente R$ 48, tem previsão para ser lançado esse mês no mercado. O objetivo do PC, segundo o fabricante, é estimular a compra por escolas para auxiliar na inclusão digital das crianças.

Todos os componentes do Raspberry Pi estão contidos em uma única placa, que não conta com peças móveis. A máquina conta com um cartão SD para armazenamento de dados, uma porta USB e uma saída HDMI. As configurações são as seguintes:

– Processador ARM de 700 Mhz;
– 128 MB de memória RAM;
– Sistema operacional Linux.

Uma segunda versão do Raspberry Pi, intitulada Model B, conta com 256 MB de memória RAM, duas entradas USB e uma porta Ethernet, para conexão de um cabo de rede. O preço desse produto é um pouco maior, mas continua baixo: US$ 35, aproximadamente R$ 65.

O conjunto transforma o Raspberry Pi em uma boa opção para tarefas básicas, como acesso à internet e edição de documentos, principalmente por conta do valor. Em todo caso, a fabricante não tem a intenção de lançar a máquina para o usuário final.

Fonte: Tecmundo